quinta-feira, 3 de novembro de 2016

O BRASIL QUE QUEREMOS




O Brasil que queremos não é o Brasil do Vice Traidor, presidente golpista e usurpador;

O Brasil que queremos não é o Brasil do Serra, ex-presidente da UNE na década de 60, que nos enganou por algum tempo;

O Brasil que queremos não é o Brasil de Aloysio Nunes Ferreira que diziam ser segurança e motorista do camarada Carlos Marighella, mas que na hora da sua execução lá não estava. Por que? Será porque era um informante do serviço de segurança nacional e internacional, um dedo duro? Aloysio também manteve relações no exterior, na França do Joaquim Camara Ferreira, O Velho como era conhecido na clandestinidade; todos os que tiveram contato com Aloysio Nunes Ferreira foram trucidados pelos esbirros da ditadura; só ele se salvou e, estranhamente, hoje é um dos  homens chave dos golpistas. Mera coincidência?, em famintos, em “ cidadãos

O Brasil que queremos não é o Brasil da Famiglia Sarney que inferniza a vida do povo do Maranhão, transformando sua população em escravos,  em “ cidadãos” de quinta categoria;

O Brasil que queremos não é o Brasil do collorido Renan Calheiros,que foi comparsa de PC Farias, cafajeste e corrupto juramentado, que no  chefia no senado federal uma quadrilha organizada composta por bandidos da mesma laia;

O Brasil que queremos , não é o Brasil dos coronéis, do norte e do sul do país, que comandam a nossa política nas câmaras de vereadores, prefeituras, assembleias legislativas, governos estaduais câmara federal e senado, fazendo troca-troca com filhos(as)(, netos(as), irmãos(ãs) e demais parentes e afilhados;

O Brasil que queremos sem essas pragas, esses câncer da politicagem nacional que, mais dia, menos dia, serão extirpados das nossas vidas, do nosso território;

Enfim, o Brasil que queremos é o Brasil, construído pelo e com o povo brasileiro, que sobreviverá à avalanche entreguista do Vice Traidor presidente golpista usurpador e seus lacaios que estão hoje aquartelados no Palácio do Alvorada e no Congresso Nacional.

Não passarão! Serão esmagados, cedo ou tarde, pelo povo! ; não é o Brasil dos coronéis, do norte e do sul do país,

Sem comentários:

Enviar um comentário